Follow Ella

15/02/11

Ella em teoria

Encontrei um texto meu que me fez rir nos meus escrevinhaços de saudade.
Uma foto foi-me entregue. Dizia: Ella.
Eu que sorrio, eu que faço posse, eu que penso, trabalho, mato-me para ser feliz.
A mim que me custa tantas vezes levar os dias atrás de mim. Eu que peço coisas à vida e ela não me dá. Eu que tento não me vitimizar. Eu que suspiro de cansada. Eu que jamais perco a esperança. Eu e as minhas asas que não param de voar. Até, até onde vou.
Vou e voo até onde Chaplin diria que desistir de sonhar, do sonho próximo é desistir de existir. De mim.
Vou de cabeça? Vou com tudo? Vou furacão? Vou revoltar e tudo deixar irado, voltado e revolto? Vou. Eu que gosto de gostar. Decida-se menina. Decidi destino. Deliro e deliro e continuo a delirar secretamente!
Meus olhos disfarçam mas tu não deixas que eles se escondam. Ainda bem! Meu coração fez bum! Não foi clic, foi BUM! Como só me lembro uma vez de ter sentido!
Existe isso mais do que uma vez na vida, ficar assim apaixonada? Pensava que não. Mas pelos vistos. Da primeira vez, é para nos habituarmos com o facto haver um órgão que bombeia sangue para todas as partes de nós e da nossa vida. De forma desenfreada e tu desenfreada, quase loba ficas!
Da segunda para casar e fazer vida junta, já sabendo controlar a paixão que vira amor que vira companheiro. E dizem que não há duas sem três.
Suspeito que a terceira, aconteça quando já tens a vida arrumadissima e lá vêem ele, o tal órgão bombeador de coisas fortes para o corpo. Você não se controla porque há 30 anos que o faz, manda tudo para o espaço e seus netos serão seus pagens e meninas das alianças, quando aos oitenta, achas que é razoável subir ao altar, novamente, vestida de branco!
A mim só me cabe uma teoria: Um dia pensas quem será. Planeias, sonhas, aborreceste com a vida de desencontros e faltas de timming. Estrebuchas com o mundo que só vês quem não queres, mas desejas.  Outro dia, apaixonas.te por quem sonhaste, planeaste e ding dong o timming do mundo passa a ser o teu: correcto de horas certas e ponteiros alinhados no rumo de quem queres ter ao teu lado! Amanhã? isso isso nunca saberás!















ELLA

1 comentário:

  1. Gostei...

    Aproveito para deixar o endereço do meu blog http://viagemsemretorno.blogspot.com/

    ResponderEliminar